Amupe promove discussão sobre regulamentação do SAMU

A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) promoveu em Serra Talhada uma discussão acerca da regulamentação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Uma equipe de técnicos e assessores foi enviada à Minas Gerais para analisar um modelo de gestão consorciado do Estado. Embasados nessa iniciativa, os gestores das Gerências Regionais de Saúde VI, X e XI elaboraram uma proposta de gestão baseada num consórcio, na qual os municípios vão compartilhar os custos.

Segundo o presidente da Amupe, José Patriota, “o Estado deve entrar com sua parcela de 25% e a União com 50%. Essa é a premissa, o que foi pactuado. Os municípios que são consorciados vão fazer o contrato de programa e os não consorciados vão fazer um convênio de repasse para o consórcio. Então a previsão é que até o final do ano, até dezembro, o SAMU regional possa funcionar plenamente para atender a toda população”, completou.

O encontro contou com a participação de representantes dos 35 municípios que serão atendidos pelo serviço.

Deixe uma resposta