Danilo Cabral diz que recursos liberados não resolvem cortes na educação

O deputado federal Danilo Cabral (PSB) afirmou que o descontingenciamento de R$ 1,99 bilhão para a educação anunciado na última sexta (20) pelo Governo Federal é a “liberação de migalhas com pompa”.

“A medida foi anunciada após a adoção de restrições radicais sobre o orçamento do Ministério da Educação e diante da enorme pressão da sociedade, decorrente da eminente paralisia da área no Brasil”, disse o parlamentar, ressaltando que a mesma mobilização foi decisiva para que o Supremo Tribunal Federal decidisse destinar R$ 1,6 bilhão do Fundo da Lava Jato para a educação.

Danilo lembrou que o governo bloqueou R$ 6,1 bilhões dos R$ 25 bilhões previstos como orçamento discricionário da educação, restam ainda R$ 4,11 bilhões bloqueados. “Apesar de entender que o país vive uma crise e de concordar que existem inúmeros problemas de gestão que precisam ser enfrentados pelo poder público, também é necessário reconhecer que os recursos destinados à educação no Brasil são insuficientes para fazer frente aos desafios para assegurar o acesso a esse direito em condições equânimes”, afirmou.

O deputado também defendeu um debate do orçamento para a educação em 2020 e a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, na Comissão de Educação para discutir a proposta orçamentária do governo para o próximo ano.

Deixe uma resposta