José Patriota diz que socorro emergencial não resolverá problemas dos municípios

O prefeito de Afogados da Ingazeira e presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), José Patriota, falou em entrevista à Rádio Folha sobre o impacto que o socorro emergencial do Governo Federal terá nos municípios.

“É uma situação delicada. São quatro parcelas e me preocupa porque todo o recurso junto não dá o prejuízo que os municípios vão ter. A conta não fecha. Os recursos vão cobrir parte desse valor. A coisa é muito séria”, disse Patriota, ressaltando que os recursos vão aliviar a situação, porém não resolverão o problema.

De acordo com o gestor, os municípios devem dar prioridade à folha de pagamento e realizar contratações na área de saúde, bem como gratificar os profissionais que estão na linha de frente. ” É tudo muito delicado. Compras de testes rápidos, EPI, manter profissionais e equipes. É um negócio complicado e muito difícil”, destacou.

Patriota ainda afirmou que perda de arrecadação com ICMS e ISS em Pernambuco chega a ordem de R$ 1 bilhão.

Deixe uma resposta