Poetas e escritores do Pajeú terão livros e cordéis publicados pela Cepe

Os poetas e escritores do Pajeú poderão ter livros e cordéis publicados pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe). Eles também poderão receber uma cota de livros e vê-los distribuídos em bibliotecas públicas de todo o Estado.

Para coordenar o processo, foi composto o Conselho Editorial do Pajeú, que terá a missão de selecionar as obras inscritas e enviar para publicação. “Como temos pouco tempo para este ano, optamos por um conselho provisório, mas até dezembro toda classe será convocada para uma assembleia e a partir daí, por eleição, compormos o conselho definitivo com atuação a partir de janeiro de 2020,” explica Isabelly Moreira, presidente do atual conselho.

O conselho preparará o edital com as regras para inscrição das obras. “Faremos uma ampla divulgação deste edital, por meio da Cepe, a quem o Conselho está ligado, dos órgãos e agentes de cultura nos municípios e pela imprensa. A meta é a publicação de 2 livros e 10 cordéis inéditos”, ressalta Isabelly.

Niédson Amaral, Alexandre Morais, Andreia Miron e Vinicius Gregório completam a lista de membros titulares do conselho. Alessandro Palmeira, Gislândio Araújo e Zezé Neto são suplentes. Já o setor administrativo é composto por João Vinicius e Marcos Nascimento.  

Deixe uma resposta