Sinduprom-PE cobra reajuste dos profissionais do magistério em São José do Egito

Com informações de Anchieta Santos

O piso salarial dos profissionais da rede pública da educação básica foi reajustado pelo Ministério da Educação em 12,84%. Com isso, o vencimento dos profissionais do magistério passou de R$ 2.557,74 para R$ 2.886,24. O acréscimo está previsto na Lei 11.738 de 2008, que estabelece que o piso seja atualizado anualmente.

Após cinco meses, o governo de Evandro Valadares em São Jose do Egito ainda não concedeu o reajuste a categoria. Em entrevista à Rádio Cidade, a coordenadora do Sinduprom-PE, Dinalva Lima, disse que a Prefeitura recebeu o sindicato uma única vez. “O argumento para não pagar o reajuste inicialmente foi que não tinha dinheiro para tal, mesmo recebendo verba carimbada”, destacou.

Conforme Dinalva, a Prefeitura justificou uma orientação do TCE para não conceder o reajuste devido à pandemia do coronavírus, no entanto a Corte de Contas expediu uma nova recomendação no dia 8 de abril autorizando o reajuste para os profissionais da educação.

A coordenadora informou ainda que a Prefeitura recebeu um aporte de R$ 7,1 milhões entre janeiro e abril , porém Evandro continua alegando ausência de recursos para conceder o reajuste.

Deixe uma resposta