Vereadores defendem revisão da demissão da coordenadora geral do SINDUPROM-PE

Vereadores usaram a tribuna da Câmara Municipal de Tabira na noite desta segunda-feira (20) para defender a professora da Rede Municipal de Ensino e diretora geral do Sindicato Único dos Profissionais do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino no Estado de Pernambuco (SINDUPROM-PE), Dinalva Lima.

A sindicalista foi demitida pela gestão do prefeito Sebastião Dias após mais de 30 anos de serviços prestados a educação do município sob alegação de que teria se ausentado da sala de aula e colocado substituta sem autorização da Secretaria de Educação, no entanto o sindicato afirma que áudios e documentos provam o contrário e que a profissional foi vítima de perseguição por defender os interesses dos professores da Rede Municipal de Ensino.

Em seu discurso, a vereadora Claudiceia Rocha defendeu que a Prefeitura pode interpretar a matéria de outra forma, de modo a valorizar a capacidade técnica da professora e assegurar que os alunos do município possam continuar contando com seus conhecimentos. “Fica registrado na sessão de hoje a minha indignação com a demissão da professora Dinalva e o meu pedido de providências ao prefeito municipal no sentido de que ele possa revisar seu ato e aplicar se for o caso outra penalidade diferente e diversa da demissão”, destacou.

Claudiceia ainda requereu à Mesa que seja enviado ofício ao prefeito para que preste todas as informações acerca da professora e sindicalista e que envie cópia do respectivo processo administrativo e da numeração de todos os processos judiciais relacionados, bem como que o Departamento Jurídico da Câmara emita parecer sobre a legalidade da portaria da demissão.

A reversão da decisão também foi defendida pelo vereador Alan Xavier, que destacou a injustiça cometida com a profissional da Rede Municipal de Ensino. “Dinalva é professora concursada, nunca deu prejuízos ao erário municipal”, frisou o parlamentar, que ainda afirmou que o Legislativo tomará as providências cabíveis.

Deixe uma resposta