Bares e restaurantes comprometidos com a saúde e o respeito à população em Afogados

Dezenas de empreendedores do setor de bares e alimentação atenderam ao chamamento das autoridades públicas de Afogados da Ingazeira e se comprometeram com o funcionamento seguro e respeitável dos estabelecimentos. Um encontro aconteceu hoje (21), no Cineteatro São José, convocado pela Prefeitura, Ministério Público, CDL e Polícia Militar.

Alertados sobre o risco crescente que a pandemia da Covid-19 ainda impõe à sociedade e, por consequência, à manutenção do funcionamento do comércio, todos se comprometerem em atender às normas editadas pelos decretos publicados pelo Estado e Município. “Vamos reforçar os serviços de fiscalização e, em caso de descumprimento, não vamos aliviar. Agora, a ideia não é punir. O esforço de agora é para que não seja preciso paralisar todo o setor, como já aconteceu no passado”, orientou o Promotor de Justiça, Lúcio Luiz de Almeida.

De acordo com as normas atuais, os estabelecimentos devem cobrar de todos os clientes a apresentação de comprovante do esquema vacinal completo: duas doses ou dose única em casos de vacina Janssen para pessoas de até 54 anos e dose de reforço para pessoas com 55 anos ou mais. O comprovante de vacinação pode ser feito com a apresentação do Cartão de Vacina ou através do celular, a partir do aplicativo Conecte-SUS, que pode ser baixado gratuitamente.

Para a realização de eventos artísticos ou musicais, a capacidade máxima de público é de 300 pessoas, com o máximo de três artistas se apresentando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.