MPF anula concurso para professor substituto de informática do campus Floresta do IFSertão

O Ministério Público Federal (MPF) de Serra Talhada anulou o concurso para professor substituto de informática do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IFSertãoPE), no Campus em Floresta.

Segundo o MPF, não foram seguidas as regras para isenção no processo seletivo. Os integrantes da banca examinadora tinham vínculo acadêmico com um dos candidatos, o que comprometeu a imparcialidade no processo.

A reitoria do IFSertãoPE anulou todas as etapas do concurso, seguindo a orientação do MPF, e informou que os candidatos inscritos serão avisados sobre o cronograma da nova seleção.

G1 Caruaru

Carnaíba comemora maior nota do IDEB nos anos iniciais no Pajeú

A Educação de Carnaíba se consolida como a melhor do Sertão do Pajeú. Segundo os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de 2021, o município alcançou a nota de 6,8, a maior da região. A meta do Ministério da Educação era de 6.

Os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) foram comemorados pela secretária municipal de Educação, Cecília Patriota. “O resultado nos deixou bastante emocionados e muito felizes! Os educadores de Carnaíba mais uma vez mostraram competência e muito compromisso, ao enfrentar com garra e muita determinação um período difícil de pandemia, mas sem nunca desistir de acompanhar cada aluno, reinventando novas metodologias para a aprendizagem acontecer”, pontuou.

Além do primeiro lugar nos anos iniciais do Ensino Fundamental, o município também está entre os melhores da Regional e do Estado nos anos finais. “Nossos resultados são muito superiores aos do estado e do país, pois temos profissionais excelentes nas escolas e na Secretaria de Educação e uma política educacional eficiente, consolidada no município há muitos anos”, afirmou Cecília.

STF libera valor do precatório do Fundef destinado a professores de Pernambuco

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, autorizou, nesta quarta (17), que 40% do total de R$ 4,3 bilhões referente ao precatório do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) seja transferido para uma conta criada pelo Governo de Pernambuco.

“O STF encaminhará um ofício à Caixa Econômica Federal comunicando a autorização e a Caixa iniciará os procedimentos para realizar a transferência dos recursos para a conta específica”, informou a Procuradoria Geral do Estado de Pernambuco (PGE-PE). 

O pagamento da primeira parcela do precatório para cerca de 52 mil profissionais da educação estava previsto para ocorrer no início de agosto, no entanto precisou ser adiado em função de impasses jurídicos envolvendo a Advocacia Geral da União (AGU) e o STF.

Os beneficiários podem checar os valores a receber através do site https://www.precatoriofundef.educacao.pe.gov.br/

Rolar para o topo