Category «Pajeú»

Ônibus pega fogo na PE-320 entre Calumbi e Flores

No final da manhã desta segunda-feira (30), um ônibus pegou fogo na PE 320, entre Calumbi e o distrito de Canaã.

Segundo informações, o veículo vinha de São Paulo. O motorista chegou a usar um extintor na tentativa de controlar o incêndio. Imagens compartilhadas nas redes sociais mostram que o fogo deixou o veículo totalmente destruído. O Corpo de Bombeiros esteve no local.

Conforme o repórter Marcello Patriota falando ao programa A Tarde é Sua da Rádio Pajeú, o proprietário do ônibus é o senhor Paulo Nunes da Nunes Transporte que tem sede em Itapetim.

“Apesar do susto ninguém ficou ferido. Os passageiros conseguiram ainda retirar boa parte das bagagens, acredito que 90%”, informou Marcello, ressaltando que as causas do incêndio ainda não foram identificadas.

Blog do Nill Júnior

Marília Arraes cancela agenda em municípios do Pajeú

A coordenação da campanha da pré-candidata ao Governo de Pernambuco, Marília Arraes, decidiu suspender as atividades marcadas no final de semana.

O motivo, o estado de calamidade pública causado pelas fortes e intensas chuvas que estão caindo no Recife, Região Metropolitana e em outras regiões do estado.

Marília estaria no Sertão do Pajeú. “Ciente da importância da região e das cidades de São José do Egito, Itapetim, Tuparetama, Tabira, Solidão, Afogados da Ingazeira, Triunfo, Serra Talhada e Santa Cruz da Baixa Verde, que seriam visitadas, a pré-candidata irá remarcar a visita para outro momento”, informou a coordenação.

Blog do Nill Júnior

Após dois anos, Hospital Regional Emília Câmara zera atendimentos por Covid-19

Dois anos após o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, o Hospital Regional Emília Câmara (HREC), está sem nenhum caso de Covid-19. A informação foi confirmada pelo diretor da unidade, doutor Sebastião Duque, durente entrevista ao repórter Marcony Pereira para o programa A Tarde é Sua da Rádio Pajeú, nesta terça (26).

“Estamos com 50% da UTI ocupada, mas nenhum é caso de Covid. Na Ala respiratória, também, não temos nenhum caso, nem entre os colaboradores”, afirmou Duque. O diretor do HREC também informou que apesar de ser normal e esperado está chamando a atenção a quantidade de crianças que chegam a unidade com problemas respiratórios, como a gripe, por exemplo. “Hoje pela manhã, nós estamos com 240% da nossa capacidade para Pediatria. Então isso a gente tem visto, o fluxo da emergência muito alterado, como também as enfermarias lotadas”, destacou, lembrando que a mudança do clima pode ser um fator determinante para isso.

O diretor também pediu paciência para os pais que procurarem a unidade hospitalar com as suas crianças. “Todos serão atendidos dentro de um tempo totalmente estabelecido pelo protocolo de Manchester, mas há uma esfera maior porque realmente 240% da semana passada para essa é um índice muito alto de crianças”, lembrou.

Sebastião Duque também falou do aumento de casos de arboviroses, como a dengue, que tem chegado na unidade. Segundo ele, está na normalidade esperada para o período. Ainda segundo o diretor da unidade, os finais de semana continuam apresentando aumento nos atendimentos a acidentados, principalmente com motocicletas.

Falando sobre a gravidade dos casos que tem sido atendidos na unidade, Sebastião Duque informou que mais de 60% são de pacientes classificados como verdes (sem urgência) “Entre os pacientes amarelos (média complexidade) e vermelhos (alta complexidade), não temos tantos, mas recebemos e na medida do possível tentamos atender todo mundo na brevidade que nos cabe”, informou.

Blog do Nill Júnior

Brejinho registrou 70 mm em domingo de chuvas intensas no Pajeú

O domingo (27) foi de chuvas intensas na grande maioria dos municípios do Pajeú.

Conforme o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), choveu forte em Brejinho (70 mm), Santa Terezinha (52 mm), Carnaíba (38 mm), Ingazeira (30 mm), Itapetim (30 mm), Triunfo (30 mm), Flores (23.5 mm), Calumbi (20.8 mm), Afogados da Ingazeira (20 mm), Iguaracy (20 mm) e Tuparetama (20 mm).

Ainda foram registradas precipitações em Solidão (17.8 mm), Quixaba (16.8 mm), Tabira (15 mm), Santa Cruz da Baixa Verde (8 mm), São José do Egito (5 mm) e Serra Talhada (2.4 mm).

Servidor do MPF de Serra Talhada morre em grave acidente na PE-320

A colisão entre um carro e um caminhão deixou um morto nesta terça (22), na rodovia PE-320, próximo ao distrito de Canaã, em Triunfo.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima fatal foi identificada como João Vancam Holanda da Silva Filho. O carro que ele conduzia colidiu violentamente contra o caminhão. Equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local, no entanto o homem já estava sem vida.

O motorista do caminhão não sofreu ferimentos graves. Ele informou à Polícia Militar que o carro trafegava pela contramão no momento da colisão. Disse também que a vítima conduzia em alta velocidade.

João Vancam tinha 32 anos e era servidor do Ministério Público Federal (MPF) de Serra Talhada.

Paulo Câmara participa de inaugurações e anuncia ações no Pajeú

O governador Paulo Câmara inaugurou, nesta sexta (18), a requalificação dos 41,7 quilômetros da rodovia PE-337, no município de Flores, Sertão do Pajeú. As obras contaram com um investimento de R$ 26 milhões e foram executadas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER), sob a coordenação da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos (Seinfra). Pela manhã, o governador esteve antes nos municípios de Serra Talhada e Calumbi, e à tarde finalizou a agenda em Afogados da Ingazeira. As ações vistoriadas e inauguradas hoje representam um aporte da ordem de R$ 62 milhões.

“A PE-337 foi totalmente recuperada, e está dentro do nosso Plano Retomada. Era uma estrada que precisava de um trabalho muito intenso. Foram mais de quarenta quilômetros, e eu fico muito feliz em inaugurar essa rodovia, que vai ajudar o desenvolvimento regional, garantir o ir e vir das pessoas com segurança, vai gerar renda e movimentar a economia”, destacou Paulo Câmara. Ele também assinou, em Flores, termo de cooperação financeira para urbanização de praças públicas nos distritos de Sítio dos Nunes e Fátima, no valor de R$ 1,3 milhão, além da contratação de serviços para limpeza de barreiros e açudes, com investimentos de R$ 300 mil, e a implantação de uma cozinha comunitária.

Em Serra Talhada, Paulo Câmara vistoriou as obras de reconstrução da PE-365, que liga o município a Triunfo e Santa Cruz da Baixa Verde, com 32,4 quilômetros de extensão. O investimento na intervenção é de R$ 27,8 milhões. Já na cidade de Calumbi, ele inaugurou a requalificação do terminal rodoviário, cujos serviços foram executados pela Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (EPTI), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), com um investimento de R$ 320 mil.

No mesmo evento, foi autorizada a licitação para contratação de serviços de engenharia, que incluem a implantação da rodovia PE-357, com extensão de 14,6 quilômetros. Também foram entregues ao municípios uma motoniveladora, no valor de R$ 879 mil, e duas ambulâncias, para os distritos de Roça Velha e Tamboril, no valor de R$ 140 mil, previstas em emendas parlamentares do deputado federal Sebastião Oliveira e do deputado estadual Rogério Leão, respectivamente.

Em Afogados da Ingazeira, Paulo Câmara inaugurou 40 novos leitos no Hospital Regional Emília Câmara (HREC), sendo 30 de cirurgia geral e 10 pediátricos, dentro da primeira etapa das obras de ampliação da unidade de saúde. Com isso, o hospital aumenta em mais de 60% sua capacidade de atendimento, saindo dos atuais 62 leitos para 102.

O governador aproveitou para vistoriar a segunda etapa dos serviços de expansão do HREC, que inclui 10 leitos de terapia intensiva geral adulto, além de uma nova área para os setores de farmácia e almoxarifado. A ordem de serviço para as obras na unidade foi assinada em 2021, com orçamento estimado em cerca de R$ 3 milhões. Finalizando os compromissos no Pajeú, Paulo Câmara anunciou a aquisição de um tomógrafo para o Emília Câmara, no valor de R$ 1,5 milhão.

Miguel Coelho vai liderar a maior frente de oposição no Estado, diz FBC

Em visita ao Sertão do Pajeú nesta sexta (11), o senador Fernando Bezerra Coelho afirmou que o prefeito de Petrolina e pré-candidato ao governo de Pernambuco, Miguel Coelho, vai liderar a maior frente política de oposição no Estado.

Segundo FBC, a pré-candidatura de Miguel será formalizada nos próximos dias pelo presidente do União Brasil, deputado Luciano Bivar. “Miguel está dando passos muito firmes para consolidar a maior frente política das oposições do Estado”, disse o senador em entrevista em São José do Egito, citando o apoio já declarado de 35 prefeitos e a base política em 100 municípios pernambucanos.

Ele ressaltou que o apoio formal do Podemos, anunciado na última segunda-feira, inaugurou a fase das alianças políticas. “Nossa expectativa é de avançar nas negociações para a formação da federação entre o União Brasil e o MDB. Com isso, podemos inaugurar a fase de subtrair apoios da Frente Popular, que passarão a integrar o grupo de Miguel”.

Antes da visita a São José do Egito, FBC se reuniu com o prefeito de Quixaba, Zé Pretinho.

Municípios do Pajeú são alertados por Promotorias de Justiça sobre obrigatoriedade da vacinação infantil

Afogados da Ingazeira, Brejinho, Carnaíba, Iguaracy, Ingazeira, Itapetim, Quixaba, Santa Terezinha, São José do Egito, Tabira e Tuparetama são mais alguns municípios que já receberam recomendações das Promotorias de Justiça locais sobre a obrigatoriedade da imunização do público de 5 a 11 anos de idade contra a Covid-19, salientando as consequências prejudiciais a crianças caso ocorra a negativa dos pais e/ou responsáveis. Os membros do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) responsáveis frisam nos documentos a autorização de vacinas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e os alertas das autoridades sanitárias. As recomendações seguem o mesmo teor da expedida pelo procurador-geral de Justiça, Paulo Augusto Freitas, sob o nº 02/2022, que trata da adoção das mesmas providências para vacinar o público infantil.  

Assim, as Promotorias de Justiça alertam as Prefeituras que garantam às crianças a completa imunização contra a Covid-19, respeitada a ordem de prioridade estabelecida pelas autoridades sanitárias, usando os imunizantes Pfizer/Comirnaty e CoronaVac, autorizados pela Anvisa. É preciso que também observem as expressas orientações das autoridades sanitárias federal e estadual, nos termos do disposto no artigo 14, § 1°, do Estatuto da Criança e do Adolescente.   

As vacinas devem ser aplicadas de acordo com a faixa etária indicada: 5 anos somente com o imunizante Pfizer/Comirnaty. De 6 a 11 anos com os imunizantes Pfizer/Comirnaty e CoronaVac (desde que não imunocomprometidos nesta última hipótese), evitando assim erros vacinais e reações adversas desconhecidas dos fabricantes e das autoridades sanitárias.   

Os estabelecimentos de ensino públicos e privados devem, sem prejuízo da apresentação da Caderneta de Vacinação, solicitar o comprovante de vacinação da Covid-19, para fins de cadastro, matrícula e renovação da matrícula dos alunos. No caso de descumprimento, a Prefeitura deve expedir notificação aos responsáveis legais da instituição desobediente para fazê-lo, fazendo concomitantemente a comunicação do fato ao Conselho Tutelar e/ou ao MPPE, para adoção das providências cabíveis. No entanto, a ausência de apresentação da caderneta de vacinação e do comprovante da vacinação da Covid-19 não devem ser impedimento à matrícula ou à frequência escolar.    

Já aos Conselhos Tutelares cabe, ao receberem uma denúncia, notificação ou representação contra os pais ou responsáveis relativas à não oferta da vacina, notificá-los para comparecimento à sede do Conselho Tutelar, aconselhando-os sobre a importância da vacinação, aplicando, no que couber, as medidas previstas no art. 129, I a VII, do ECA. Após atendimento, deve ser estabelecido um prazo máximo de 15 dias para se dirigirem ao local de vacinação e imunizarem as crianças em questão.  

Faz-se também necessária a ampla divulgação da importância da imunização contra a Covid-19 para esse público-alvo, com a veiculação de conteúdo destinado a convocar a população para a vacinação nas unidades de saúde local, especialmente nas escolas, que deverão ser utilizadas como centros avançados/itinerantes de vacinação.  

Ao todo, são agora 39 prefeituras que receberam essa recomendação específica do MPPE quanto a importância e necessidade da vacina para o público infantil.

Pajeú registra três novas mortes em decorrência de complicações da Covid-19

O Pajeú registrou três novas mortes em decorrência de complicações da Covid-19.

Um dos óbitos foi confirmado pela Secretaria de Saúde de Iguaracy. A vítima foi um paciente de 79 anos. Ele possuía comorbidades e faleceu no último domingo (6) em uma unidade de saúde local.

Tuparetama também voltou a registrar morte pela doença. Uma paciente de 78 anos não resistiu às complicações da doença e faleceu. O óbito ocorreu na última sexta (4) no Hospital Eduardo Campos.

A terceira vítima foi uma paciente de 76 anos de Flores. Ela faleceu no último sábado (5) no Hospital Eduardo Campos e possuía comorbidades.

Raquel Lyra filia lideranças do Sertão do Pajeú ao PSDB

A presidente estadual do PSDB, Raquel Lyra, têm circulado o sertão em busca de apoios e novos filiados. Nesta quinta (3), em Tuparetama, ela filiou o vice-prefeito do município, Diógenes Patriota. O ato também contou com as presenças do pai de Diógenes, o ex-prefeito Vitalino Patriota, do presidente da Câmara Municipal, Arlan Sá, e dos vereadores Valmir Tunu, Vanda Lúcia, Luciana Paulino, entre outras lideranças.

“O momento é importante, de desafio, e de alegria, me filiar a um partido grande com políticos que marcaram épocas não só no Brasil, mas também no nosso estado. Aceitei o convite da presidente Raquel Lyra com o intuito de apostar numa mudança, não só para Pernambuco, mas também para o meu município”, disse o vice-prefeito.

Ainda em Tuparetama, um encontro com o prefeito Sávio Torres encerrou a agenda no município. Em seguida, a comitiva seguiu para Itapetim, onde foi assinada a ficha de filiação do advogado Anderson Lopes, importante liderança política da cidade e pré-candidato a prefeito.

“Minha filiação a um partido forte como o PSDB, significa a esperança de ajudar  a construir um partido sólido também no nosso município e através da boa política, trabalhar para transformar a vida da nossa população de Itapetim”, ressaltou o novo tucano.

O ato contou com as presenças do ex-prefeito José Lopes, dos vereadores Edilene Lopes, Bernardo, e Silvânio de Salvador, além de ex-vereadores e lideranças políticas locais.

“É uma alegria receber no PSDB jovens lideranças com muitos serviços prestados ao Pajeú com raízes fincadas no Sertão. É bom fortalecer nosso partido e conhecer as realidades de cada microrregião de desenvolvimento, a partir de quem vive na cidade”, afirmou Raquel.

Em São José do Egito, Raquel realizou visita institucional à Câmara de Vereadores e foi recebida pelo presidente João de Maria junto aos vereadores Aldo da Clips, Albérico Thiago, Jota Ferreira e Davi Teixeira. Em sua fala, Raquel destacou os resultados da sua gestão em Caruaru e a troca de experiência entre os municípios. Ainda na cidade, a tucana participou de entrevista e visitou a Faculdade Vale do Pajeú, a convite do reitor Cleonildo Lopes.

Tecnologia “Reuso de Águas Cinza” muda a vida de famílias no meio rural do Pajeú

Já imaginou poder reutilizar a água do banho, das pias e tanques domésticos para irrigar plantas forrageiras e árvores frutíferas? Organizações sociais e instituições de pesquisa que atuam com a população do campo, têm pensado e experimentado o reuso de água há anos e, como resultado, o projeto “Terra de Vidas” vem transformando essa possibilidade em realidade. Através do trabalho do Centro Sabiá, diversos municípios do Pajeú estão recebendo os sistemas RAC/SAF (Reuso de Águas Cinza/ Sistema Agroflorestal), que aliam a filtragem adequada da água usada à irrigação da área destinada às plantações de árvores frutíferas e outras plantas para alimentação dos animais. Também faz parte do trabalho da ONG a assistência técnica para manejo ideal das agroflorestas.

O coordenador do Sabiá, Alexandre Pires, fez uma série de visitas por municípios do Pajeú para verificar o andamento do projeto, percepções dos beneficiados e possíveis melhorias: “Me chama a atenção como as tecnologias sociais, que têm baixo custo e alto impacto socioambiental, transformam a vida das pessoas. Um exemplo muito conhecido são as cisternas. Mas a tecnologia de reuso de água contribui muito para a ampliação da produção de forragem para os animais, o que gera maior resiliência na criação de animais pelas famílias no semiárido”, disse.

Um dos primeiros municípios visitados foi Triunfo, onde foram ouvidas as comunidades de Oiticica, que conta com 13 sistemas, e Águas Claras, que conta com 16 sistemas. Depois foi a vez dos municípios de Itapetim, que conta com 10 sistemas, Calumbi e por fim Flores, que contam respectivamente com 13 e 10 sistemas de reuso de águas cinza e sistema agroflorestal. Com os sistemas as famílias filtram a água “cinza” do banho ou lavagens de pia e tanque e conseguem reutilizar essa água, que fica armazenada em um tanque, nos períodos de estiagem. “O RAC/SAF contribui para ampliar a segurança hídrica das propriedades rurais no Semiárido. Isso é fundamental, quando a maioria das comunidades relata que o desafio do trabalho é a disponibilidade de água”.

Alexandre ouviu de agricultoras como Francisca Ferraz, da comunidade de Cajazeiras, Calumbi, o quanto o projeto foi modificador da realidade em que estão inseridos: na agrofloresta da família a palma cresce junto com árvores frutíferas como manga e seriguela. “De tão abandonado que o terreno estava as pessoas diziam que não era possível plantar nada. Mas ao misturar as plantas fui aproveitando as folhas pra forrar a terra e fui plantando. Hoje todo mundo passa e diz que eu fiz um milagre, mas foi a orientação do pessoal do Sabiá que fez eu ter essa realidade”, afirma a agricultora.

Já em Oiticica, Triunfo, o sistema do agricultor Antônio Lucena tem agrofloresta em bom desenvolvimento e variedades avançadas de palma, aroeira, goiabeira, mandacaru, feijão guandu, limoeiro e sabiá, entre outras; enquanto no sistema do agricultor Josias Pereira enfrenta o desafio de desenvolver-se em um terreno íngreme. “Esses desafios mostram oportunidades de melhorias nos sistemas e a apropriação por parte das famílias de tecnologias que cumprem o papel de saneamento rural e ao mesmo tempo garantem a recuperação dos solos, da biodiversidade e da produção de alimentos saudáveis”, destaca Alexandre.

Por fim, na comunidade de Gameleira, em Itapetim, o sistema da Família Pereira possui uma grande variedade de plantas: Ipê, pau brasil, eucalipto, ciriguela, barriguda, mangueira, coqueiro, graviola, castanha da índia, açafroa, craibeira, gandu, azeitona, pitanga, pinheira, leucena, cajá, manga, pitaia, algodão e até macieira, entre outras. “E a gente ainda quer plantar mais”, afirma Dona Ivone com um sorriso de orgulho no rosto. Na visita o grupo visitou a área onde será desenvolvido o projeto de recuperação de nascentes, beneficiando a nascente do Rio Pajeú, outro projeto que o Centro Sabiá é parceiro da Rede de Mulheres Produtoras do Pajeú, responsável direta pela implementação.

Voltou a chover com intensidade no Pajeú

O Pajeú voltou a receber chuvas ontem (27). O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) registrou precipitações em todos os municípios da região. Os maiores volumes foram em Triunfo (44.2 mm) e Ingazeira (40 mm).  

Também foram registradas chuvas volumosas em Tabira (35 mm), Santa Cruz da Baixa Verde (33 mm), Itapetim (28 mm), Santa Terezinha (27 mm), Iguaracy (21.9 mm), Calumbi (18.5 mm), Serra Talhada (17 mm), Solidão (14.5 mm) e Brejinho (14 mm).

Ainda houve precipitações em Flores (10 mm), Carnaíba (9 mm), São José do Egito (7 mm), Quixaba (6.3 mm), Afogados da Ingazeira (6 mm) e Tuparetama.

Manutenção afeta abastecimento de água em Itapetim, Brejinho e Tuparetama

A Compesa informa que vai abastecer, temporariamente, os municípios de São José do Egito, Iguaraci, Santa Terezinha, Tabira, Flores, Carnaíba e Quixaba por mananciais locais ou inversão de adutoras em função da necessidade de serviços de manutenção emergencial, a serem executados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), em um trecho do Eixo-Leste da Transposição do Rio São Francisco. Ainda em função dessa intervenção, as cidades de Itapetim, Brejinho e Tuparetama, além do distrito de Riacho do Meio, em São José do Egito, serão assistidas exclusivamente por meio de carros-pipa.

Segundo o MDR, a manutenção teve início ontem (6), no trecho denominado Aqueduto Jacaré, entre as estações elevatórias 03 e 04, localizadas no município de Serrania, que integram o Eixo-Leste da Transposição. Em função do serviço, o sistema de abastecimento alimentado pela transposição do rio São Francisco ficará sem funcionar, e por isso, haverá impacto na distribuição de água das 10 cidades e um distrito localizados no sertão.

A Compesa explica que ainda não há previsão de retorno para a operação das duas estações de bombeamento, visto que os consultores do MDR estão avaliando o trecho onde será realizada a manutenção para, a partir daí, estimarem uma previsão para a conclusão dos serviços de manutenção.

A Compesa informa, ainda, que manterá contato com o MDR, diariamente, para o acompanhamento das ações de manutenção e, tão logo, a vazão de 220 litros de agua por segundo seja liberada, a Companhia retomará o abastecimento dos municípios afetados com a água captada no rio São Francisco.

Chuva volta a cair com intensidade no Pajeú

Portal Tabira

As chuvas intensas voltaram ao Pajeú neste domingo (26). Houve precipitações em todos os municípios da região, segundo o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA). Tabira registrou o maior volume com 85 mm.

O segundo município onde mais choveu foi Triunfo com 82 mm, seguido de Santa Terezinha com 68 mm, Solidão com 64.9 mm, Carnaíba com63 mm, Flores com 60 mm e Serra Talhada com 60 mm.

Tuparetama registrou 58 mm, Itapetim 52 mm, Santa Cruz da Baixa Verde 52 mm, Brejinho 50 mm, São José do Egito 47.5 mm, Calumbi 47.1 mm, Afogados da Ingazeira 47 mm, Ingazeira 35 mm, Quixaba 30.5 mm e Iguaracy 30 mm.

A previsão da Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) é de mais chuva na região nesta segunda (27).

Pelejas do Pajeú marcam os últimos lançamentos da Cepe Editora em 2021

Na próxima quinta (30), a Cepe Editora lançará no município de Itapetim, Sertão de Pernambuco, três títulos que evidenciam a produção poética nordestina. Dois deles saem pela Coleção Pajeú e remetem a nomes referenciais do repente, cujos centenários de nascimento são comemorados em 2021: Pedro Amorim (O Poeta dos Vaqueiros) e Dimas Batista (Obras Poéticas). O terceiro livro, O Aventureiro e o Boêmio, tem coautoria do professor do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Marcos Nunes e do escritor e advogado Raimundo Patriota, filho de Louro do Pajeú. O lançamento acontece às 19h, na Praça Rogaciano Leite, dentro das comemorações do aniversário da cidade, que completa 68 anos dia 29.

O amor, o vaqueiro aboiador, a vida no Sertão, a saudade dos pais falecidos e a tristeza pela morte prematura de uma filha serviram de mote para Pedro Amorim escrever as poesias e os sonetos que compõem O Poeta dos Vaqueiros, agora relançado pela Cepe Editora. Nascido em Desterro (PB), em 18 de setembro de 1921, Pedro Vieira de Amorim migrou para Itapetim (PE) ainda criança, onde faleceu em 2011. Tinha na agricultura sua atividade principal, mas era famoso pelas poesias, cantorias e o bom humor.

Com 116 páginas, o livro está dividido em duas partes: a primeira tem 18 poesias e a segunda, 12 sonetos. O Poeta dos Vaqueiros, publicado originalmente em 1988, ganha nova impressão com acréscimos de versos que Pedro Amorim fez depois, muitos ainda sob o impacto da perda da filha Cléfira. “Meu pai tinha como sonho a reedição deste livro”, informa Bartira Amorim, em nota de agradecimento na abertura do título.

“O Poeta dos Vaqueiros é a revelação criadora do seu mundo sertanejo, vaqueiro e poeta. Seus versos têm a sonoridade do aboio dos vaqueiros e a virilidade da voz do Sertão”, destaca o advogado José Rabelo de Vasconcelos, no prefácio.

Vindo de uma tradicional família de cantadores, irmão de dois outros nomes estelares da poética sertaneja (Lourival/Louro do Pajeú e Otacílio), Dimas Batista é homenageado pela Coleção Pajeú com a coletânea Obras Poéticas. Cantador, violeiro e repentista admirado por artistas e intelectuais, como Alceu Valença e Ariano Suassuna, foi considerado um metrificador de raro talento e o mais erudito entre os poetas populares.

“Atrevo-me a reputá-lo como o poeta mais caprichoso que Itapetim ofereceu ao mundo até a atualidade. Seu verso era lapidado, feito sob uma medida ímpar, farto em rima e rico em oração, tal era seu capricho na escultura da estrofe”, destaca no prefácio o advogado, poeta e pesquisador itapetinense Saulo Passos.

Dimas Batista nasceu no povoado das Umburanas, hoje Itapetim, em 21 de julho de 1921. Começou na cantoria aos 15 anos de idade, por mais de 15 anos ganhou o mundo e fez fama com sua arte, sendo vencedor em todas as contendas que participou. Conviveu, fazendo duplas, com nomes fundamentais da chamada “Era de Ouro” da poesia popular nordestina. Grande mestre, tinha predileção por alguns gêneros poéticos, como o martelo, o galope à beira-mar e o quadrão trocado, considerado um dos mais difíceis, além de grande glosador.

Aos 50 anos de idade, formou-se em Letras, cursou ainda Direito e Pedagogia. Falava com fluência o inglês, o francês e o espanhol. Abandonou a viola e se tornou professor de literatura e língua portuguesa. Com 265 páginas, o livro Obras Poéticas, Dimas Batista reúne mais de 40 textos, entre poesias, sonetos, versos e trechos de livros publicados ainda em vida. Dimas Batista faleceu aos 65 anos, em Fortaleza, vítima de um acidente vascular cerebral, e foi sepultado em Tabuleiro do Norte (CE), onde residia com a família.

O livro O Aventureiro e o Boêmio tem como principal objetivo registrar a genialidade de dois grandes nomes da poesia popular, Pinto do Monteiro e Louro do Pajeú, que cantaram juntos por mais de meio século. O valor documental do livro é inestimável. Fica guardada na memória a peleja em que os poetas se enfrentavam fazendo ou respondendo a insultos e provocações. “Esses dois poetas não só estão presentes na cultura popular nordestina, mas já foram tema de estudos acadêmicos em grandes universidades, não só no Brasil, mas até no exterior”, diz o professor e escritor Marcos Nunes.

Pinto Velho do Monteiro nasceu em 1895, a 21 de novembro, na então Vila do Monteiro, na Paraíba. Exerceu várias profissões, em diversas regiões. Foi vaqueiro, soldado de Polícia, guarda do serviço contra a malária no Norte do país, auxiliar de enfermagem e vendedor de cuscuz no Recife, antes de se fixar na viola.

Já Lourival Batista Patriota, o Louro do Pajeú, nasceu em 1915, a 6 de janeiro, na Vila de Umburanas, hoje Itapetim. No prefácio, o poeta Joselito Nunes descreve os companheiros de tantas pelejas: “Sempre que eu encontrava Louro em São José do Egito era de sandálias japonesas, camisa aberta ao peito, um cigarro pendente num canto da boca, uma bengala pendurada num dos braços, um pacote de pão num sovaco e um livro no outro. Já de Pinto ficou uma imagem que publiquei no livro e que chama a atenção pelo inusitado. Ele deitado na cama, onde passaria seus últimos dias, tendo ao lado uma mesinha de cabeceira, sem nenhum frasco ou caixa de remédio, mas sim com uma bisnaga de óleo singer. Alguma coisa alusiva a uma possível máquina de fazer versos que ali repousava”.

Os primeiros títulos da Coleção Pajeú, criada pela Cepe para dar mais visibilidade à produção poética sertaneja, foram lançados em junho de 2021: Meu Eu Sertanejo, antologia que reúne 40 poemas do compositor e repentista de Serra Talhada Henrique Brandão; Redes de poesia, primeiro livro do poeta Andrade Lima, com cerca de 170 poemas de temáticas diversas; e Mesas da 1ª Feira de Poesia Popular, que registra as poesias declamadas por 19 poetas que participaram das três mesas de glosa realizadas na feira promovida pela Cepe, em São José do Egito, em 2019.

Rogério Leão participa de inauguração e ordens de serviço no Pajeú

Em Serra Talhada, acompanhando o governador Paulo Câmara e o deputado federal Sebastião Oliveira, Rogério Leão visitou as obras de recuperação da PE-365, que liga Serra Talhada, Santa Cruz da Baixa Verde e Triunfo. Ainda em Serra Talhada, o parlamentar participou da inauguração do Instituto de Terapia Renal Alice Torres Pereira de Carvalho.

Já em Calumbi, junto com o governador Paulo Câmara e com o prefeito Joelson, o deputado assinou a autorização para abertura de licitação do projeto para construção PE-357, estrada que liga Calumbi / Tamboril / BR-232, próximo à Varzinha.

Além disso, vários outros anúncios em infraestrutura para Calumbi foram proferidos pelo governador Paulo Câmara, entre eles, a assinatura do Convênio para pavimentação de diversas ruas na cidade sertaneja.

No município de Quixaba, Rogério lembrou dos recursos destinados, através de Emenda Parlamentar de sua autoria, para aquisição de ambulâncias que deram mais suporte aos serviços públicos de saúde oferecidos à população.

Também em Quixaba, assinou, juntamente com o governador Paulo Câmara, o Termo de Anúncio de Convênio para pavimentação de diversas ruas e o Termo de Anúncio de Licitação para construção de uma passagem molhada. Assinaram, ainda, a abertura de Licitação do projeto para construção de uma Estação Elevatória de Água no município.

Sinduprom reúne professores do Pajeú para debater piso e precatórios

Na frente ampla que abriu em defesa dos professores em Pernambuco, para que possam ter direito a um piso salarial digno e recompensas na parte do Fundef nos precatórios, o deputado federal Fernando Rodolfo (PL) cumpre agenda no próximo domingo (12)no Sertão do Pajeú.

Atendendo convite do Sindicato Único dos Professores do Magistério Público das Redes Municipais de Ensino do Estado (Sinduprom), participa de um debate às 17 horas na sede social da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB), no bairro Brotas.

“Se depender de nós, engajados no evento, será um grande sucesso. Rodolfo tem o nosso e apoio e atenção como porta-voz dos nossos anseios”, diz uma das professoras à frente do movimento.

Blog do Magno

José Bertotti assina convênio para projeto de recuperação de nascentes no Pajeú

Uma proposta para sociobiodiversidade de grupos de mulheres do Sertão do Pajeú foi mais um dos projetos contemplados pelo edital do Fundo Estadual de Meio Ambiente (Fema) com o aporte de 291.577, 20. Em agenda de visitações pelo Sertão, para a assinatura dos convênios com as entidades vencedoras do certame, o secretário estadual de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Bertotti, participou de evento organizado pela Rede de Mulheres Produtoras do Pajeú, entidade contemplada pelo edital do Fema, lançado em março deste ano. A solenidade, realizada em Itapetim, nesta terça (23), pela Rede de Mulheres, na comunidade de Gameleira, contou com a participação do prefeito de Itapetim, Adelmo Moura, e de representantes das prefeituras de Brejão, Iguaracy, Afogados da Ingazeira, São José do Egito, além de demais lideranças locais.

Para o secretário José Bertotti, é importante destacar a relevância do edital que passa contemplar importantes iniciativas que são desenvolvidas no estado por organizações da sociedade civil, a exemplo do projeto da Associação da Rede de Mulheres Produtoras do Pajeú. “Gostaria de destacar, aqui, a importância de projetos como este, que consiste em produzir alimentos, capacitar mais mulheres que já têm um trabalho forte e de referência para o estado, aqui no Pajeú. Um trabalho que consiste em atuar na produção de água, recuperando nascentes, combinando a isto a produção de alimentos, e que será realizado com mulheres dos municípios de Itapetim, Iguaracy e São José do Egito”, afirmou o secretário estadual.

“O projeto foi pensado junto com a comunidade pra melhorar as condições de um trabalho que as mulheres já fazem, aqui, na de preservação e conservação do meio ambiente e o projeto que vem restaurar sistemas de recomposição de matas, de áreas de nascentes, então é um projeto que vem fortalecer uma diversidade grande e vai deixar muitas sementes plantadas que é o que a gente espera. Como a gente espera também, levar essa experiência para outras comunidades, pois vai fortalecer muito esse trabalho que as mulheres já fazem nesse campo da preservação e conservação ambiental”, ressaltou Ana Cristina Nobre dos Santos, educadora e integrante da Rede de Mulheres Produtoras do Pajeú, coordenadora do projeto.

O Edital Fema (nº 01/2021), lançado em março deste ano, teve como objetivo investir cerca de R$ 1,8 milhão em projetos da sociedade civil com vistas à recomposição florestal em áreas de nascentes, a partir de sistemas agroflorestais. Áreas degradadas ou em processo de degradação, na região dos biomas de Mata Atlântica e Caatinga, deverão ser restauradas a partir das iniciativas contempladas. Ao todo 6 projetos foram selecionados: 3 a serem implementados no bioma Caatinga e os demais no bioma Mata Atlântica.

Avião com manobras em baixa altitude assusta moradores do Pajeú

Blog do Nill Júnior

Moradores de Tabira e Água Branca na Paraíba tem se queixado de uma aeronave voando em baixas altitudes desde a semana passada. segundo relatos, o avião, cujo proprietário não foi identificado, faz voos rasantes e tem assustado moradores.

Na sexta (5), uma equipe da Rádio Cidade fazia uma transmissão da rádio ao vivo em um bairro e foi surpreendida com o avião muito baixo. A equipe garante que nunca havia visto uma aeronave voando tão baixo.

“Só faltei me jogar ao chão quando vi aquele negócio vindo em minha direção. Esperei a queda dele mais adiante, mas do jeito que ia seguiu o voo. O susto foi grande”, disse o comunicador Júnior Alves.

Hoje (8), relato similar foi feito por um ouvinte da Rádio Pajeú em Água Branca, na Paraíba. Moradores de Fazenda Nova e comunidades de São José do Egito relatam o mesmo. “Ele voa muito baixo e assusta muito”, relata Zezinho de Água Branca. “Ontem passou esse avião aqui bem baixo”, afirmou Elizangela, do sítio Barreiros de Afogados.

Consultores de aviação ouvidos indicam que a aeronave pode estar fazendo análise topográfica da região. “Isso pode ser verificado pela antena na cauda”, diz o aviador Lupércio Morais.

Atraso de repasses por municípios ameaça futuro do SAMU

Uma reunião entre técnicos do SAMU Regional e promotores da região, Lúcio Luiz de Almeida Neto e Rodrigo Amorim, identificou que o atraso de repasses por parte de municípios principalmente da VI Geres ameaça o futuro do serviço na região.

Um levantamento entregue ao MP que mostra quais cidades estão com mais parcelas em atraso. Em montante, Arcoverde, com dez repasses em atraso e valor de R$ 411 mil é a cidade com maior débito.

Com dez parcelas atrasadas mas contrapartida menor também estão  Buíque (R$ 324 mil), Ibimirim (R$ 161 mil), Inajá (R$ 130 mil), Jatobá (R$ 81 mil), Manari (R$ 71 mil), Pedra (R$ 124 mil), Tacaratu (R$ 143 mil), Venturosa (R$ 102 mil) e Petrolândia (R$ 121 mil), essa com seis parcelas. Estão em dia na VI Geres apenas Custódia e Sertânia. Registre-se, todas já utilizam o serviço.

Na área das X e XI Geres, a situação está sob controle e casos pontuais de inadimplência estão sendo resolvidos, segundo o MP. Entretanto, há casos que chamam a atenção pelo volume de parcelas em atraso como Betânia (oito e montante de R$  56 mil), Itacuruba (dez e valor de R$ 27 mil) e Santa Cruz da Baixa Verde, com nove e montante de R$ 62 mil.

Blog do Nill Júnior