Família de afogadense que morreu com bebê em Recife denuncia negligência

Blog do Nill Junior

A família de Ellani Wellitânia Assunção de Oliveira,de 33 anos, denuncia negligência do Hospital Barros Lima, no Bairro de Casa Amarela, Recife.

A questão ganhou repercussão estadual no programa Cidade Alerta Pernambuco, na TV Clube.

A família denuncia que mãe e filha foram vítimas de um erro cometido pela unidade de saúde. Segundo o microempresário Jonatan Oliveira, marido de Ellani, a esposa teve todo o pré-natal feito no Imip. Ela deu entrada na segunda sem intercorrências, mas o parto, que deveria ser uma cesárea, não aconteceu.

“Na troca de turno chegou uma enfermeira que aumentou a dosagem em um aparelho. Ela disse que quem sabia era ela e que seria parto normal”. No dia seguinte ela passou a ter complicações, depois de horas de trabalho de parto. Levada para uma cirurgia às pressas, ela teve três paradas cardíacas e não resistiu.

Outra denúncia é de que também não havia médico na hora do parto. O tempo de espera teria sido determinante. Ellani foi sepultada em Afogados da Ingazeira com o filho recém-nascido, em caso de grande comoção. A Secretaria Estadual de saúde reconheceu em nota que ela chegou bem na unidade. 

Deixe uma resposta