Governo de Pernambuco vai recorrer da decisão que suspendeu o retorno das aulas

O Governo de Pernambuco informou que vai recorrer da decisão que suspendeu as aulas na rede pública estadual.

“A Secretaria de Educação investiu R$ 5 milhões na adaptação das escolas ao protocolo de segurança sanitária e realizou reuniões com professores, Ministério Público, Poder Judiciário e Tribunal de Contas, além de especialistas em Infectologia, Saúde Pública e outras instituições para estabelecer os critérios de retomada das aulas presenciais”, disse.

O Estado informou que apenas os estudantes do Ensino Médio estão incluídos na primeira etapa da retomada das aulas presenciais e que a volta às escolas permanece como uma opção. “O ensino remoto continua disponível para aqueles estudantes cujos pais decidam por sua permanência em casa”, destacou. 

Ainda conforme o Estado, não se revela razoável condicionar o retorno gradual das aulas a uma fiscalização prévia de todas as unidades de ensino públicas e particulares. “A verificação do atendimento aos protocolos deve ocorrer com as unidades de ensino em funcionamento, aplicando-se as sanções cabíveis em caso de descumprimento das regras sanitárias, tal como planejado e executado para todas as atividades reiniciadas após a implantação do Plano de Convivência”, explica.

O retorno das aulas na rede estadual havia ocorrido ontem (6).

Deixe uma resposta