Homem é condenado a 24 anos e nove meses por feminicídio que chocou Afogados

Blog do Nill Júnior

O júri popular voltou a se reunir hoje (2) em Afogados da Ingazeira com uma condenação. Gilmar de Lima Silva, de 38 anos, foi condenado a 24 anos e nove meses de prisão pelo feminicídio de Liliane dos Santos, de 29 anos. O crime ocorreu na tarde de 28 de novembro de 2017, na Rua Antônio Carlos, Bairro Padre Pedro Pereira.

A denúncia foi feita por um Policial Militar do 23º BPM que se encontrava de folga na cidade de Flores. Ele ouviu Gilmar ligando ao seu lado, relatando a uma pessoa que havia matado a companheira e estava fugindo para cidade de Salgueiro. Recebeu voz de prisão na hora.

Gilmar confessou a autoria do crime, informando que mantinha um relacionamento com a Liliane há três meses e que cometeu o crime por ciúmes, asfixiando a mesma com uma corda. Ainda tirou uma foto da vítima sem vida.

Atuou pelo Ministério Público o promotor Romero Borja,  que avaliou positivamente a sentença. O júri foi presidido pelo juiz Jorge William Fred. A advogada Alessandra Monteiro defendeu o condenado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *