17°C 29°C
Itapetim, PE
Publicidade

Governadores elogiam parceria do governo Lula para ampliar taxas de alfabetização

Chefes de Executivos estaduais participaram de cerimônia em Brasília.

28/05/2024 às 19h43
Por: Euflávio Nunes
Compartilhe:
Governadores elogiam parceria do governo Lula para ampliar taxas de alfabetização

Governadores de diversos partidos elogiaram de maneira efusiva o trabalho do ministro da Educação, Camilo Santana, e a parceria institucional e financeira comandada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Os chefes de Executivos estaduais participaram de cerimônia em que o Governo Federal anunciou que 56% das crianças brasileiras conquistaram alfabetização consistente até o final do segundo ano do Ensino Fundamental. O resultado é atribuído ao Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, projeto iniciado em 2023,

Na programação original do encontro, realizado no Palácio do Planalto, estavam previstas falas dos governadores de Goiás, Ronaldo Caiado (UB), e do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL). Mas, ao final, outros seis governadores acabaram se pronunciando.

Continua após a publicidade

O governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), destacou a ajuda financeira. "O senhor pagou os precatórios do Fundeb", disse ele, dirigindo-se ao ministro Camilo Santana. Para o governador, esse estímulo ajudou o estado a colocar em prática os fundamentos do Compromisso Criança Alfabetizada. Segundo ele, 46 novas escolas estão sendo construídas em Alagoas graças à liberação dessas verbas.

Ronaldo Caiado abriu a rodada de pronunciamentos elogiando o ministro. "Sei de sua garra e determinação", disse. "Quero chegar à tarja verde do Ceará", completou, em referência ao resultado alcançado pelo estado de que Camilo já foi governador. Goiás atingiu 67 pontos, 8 a menos que o Ceará. Caiado mencionou o auxílio pessoal que tem recebido do ministro: "Ele [Camilo] me orientou muito nessa questão de redistribuição do ICMS". Como parte do Compromisso, uma das ferramentas é que estados destinem parcelas crescentes do imposto sobre circulação de mercadorias e serviços para as prefeituras investirem em programas de alfabetização.

Castro, do Rio de Janeiro, foi mais efusivo. "Posso chamar o ministro de amigo, com certeza", para em seguida pedir uma salva de palmas para Camilo, a quem chamou de "superministro". Dirigindo-se a Lula, afirmou que está acontecendo uma "mudança real" no pacto federativo, com o apoio efetivo para que municípios possam aperfeiçoar suas políticas educacionais. "Com certeza vamos vislumbrar uma melhoria do ensino brasileiro", disse.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias