Paulo Câmara leva ações do Plano Retomada ao município de Tuparetama

O governador Paulo Câmara deu prosseguimento, nesta quinta (2), às visitas ao interior do Estado, previstas no Plano Retomada, lançado no início de agosto. Dessa vez, a programação acontece no Sertão do Pajeú, região em que estão previstos investimentos de aproximadamente R$ 253,3 milhões. A agenda teve início no município de Tuparetama, onde foram anunciadas obras de infraestrutura, educação, abastecimento de água e desenvolvimento econômico, com a geração de emprego e renda.

Paulo comandou a cerimônia de conclusão das obras de restauração da quarta etapa da rodovia PE-275, um trecho com extensão de 25 km, situado entre o distrito de Ambó e a divisa com o Estado da Paraíba. Ele também anunciou o início dos trabalhos de sinalização da PE-275, do trecho urbano de Tuparetama até Ambó, com 30 quilômetros. “A PE-275 é muito importante, e estava precisando dessas ações. Somente uma parte dela estava recuperada, mas outros trechos precisavam das intervenções. Exemplos como esse vão acontecer em outras estradas pernambucanas. Queremos melhorar a infraestrutura, ajudando as regiões a se desenvolverem e superarem momentos difíceis que estamos passando”, afirmou Paulo Câmara.

De acordo coma secretária estadual de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, a reestruturação da estrada vai oferecer segurança, dignidade e qualidade de vida à população. “As ambulâncias também terão um trajeto seguro, e o transporte escolar chegará mais rápido. Tudo isso terá um impacto muito grande na vida das pessoas. Nosso desafio é elevar o padrão e a qualidade da malha viária de Pernambuco”, enfatizou Fernandha.

Ainda em Tuparetama, o governador visitou as obras de reforma e ampliação da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Cônego Olímpio Torres, orçada em R$ 1,9 milhão. Com 33% já executados, a previsão é de que seja finalizada no primeiro semestre de 2022. Essa mesma instituição, em 2018, foi a primeira colocada no Estado, com 7,8 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de Pernambuco (IDEPE). A média no Brasil foi de 3,9.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *