Réus são condenados em júri com mais de 32 horas na Comarca de Afogados da Ingazeira

Com duração superior a 32 horas, a Vara Criminal de Afogados da Ingazeira iniciou, na quarta (13), o julgamento dos três réus responsáveis pelo homicídio de João Lucas Alves de Souza, ocorrido no Distrito de Jabitacá, município de Iguaracy. Com a oitiva de 14 testemunhas de acusação e defesa, além do interrogatório dos acusados, o júri se estendeu até o início da madrugada da sexta (15). O caso teve grande repercussão na região.

Após cumpridas as etapas do julgamento, o Conselho de Sentença decidiu pela condenação dos réus. O juiz Bruno Querino Olímpio, que presidiu a sessão, aplicou penas de 21 e 18 anos de reclusão para os réus. Responde ainda pelo homicídio um quarto réu, que se encontra foragido da Justiça e foi desmembrado do processo.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, no dia 16 de julho de 2019, no Pátio de Eventos do Distrito de Jabitacá, em concurso de pessoas, os réus mataram João Lucas Alves de Souza, sendo o crime praticado mediante paga ou promessa de recompensa. Também foram aplicadas as qualificadoras de motivação fútil e utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, que foi atingida por vários disparos de arma de fogo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Rolar para o topo