Secult-PE monta programação cultural na Bienal do Livro de Pernambuco

Começa nesta sexta-feira (1), a 13ª edição da Bienal Internacional do Livro de Pernambuco, evento reconhecido como um dos mais importantes do País no universo literário. Buscando enriquecer ainda mais a programação, além de ampliar a visibilidade e valorizar a cultura pernambucana, a Secult-PE montou quatro espaços no evento com uma programação repleta de recitais, lançamentos de livros, debates, sessões de cinema, apresentações artísticas, entre outras atividades.

Aos espaços, foram dados os nomes de Território Gastronômico – Passaporte Para a Cultura; Território CenaPE; Nordeste – Território Encantado; e Território dos Saberes.

“Estamos levando para essa edição da Bienal uma programação muito vasta e rica, como é a nossa cultura. Valorizando os artistas populares, nossa gastronomia, nosso cinema e nossos autores e autoras. Será uma grande oportunidade para apresentar ao público da Bienal o que temos de melhor”, comentou o secretário de Cultura, Gilberto Freyre Neto.

O primeiro deles, o Território CenaPE será dedicado ao audiovisual com exibições, mesas e debates sobre o universo do cinema e do vídeo. Filmes, produtos de TV, games, mercado, lançamento de publicações e encontro de escritores, cineastas, pesquisadores e realizadores do audiovisual. Uma programação diversa sobre crítica cinematográfica, figurino, mercado de games e animação, cinema e educação, literatura e cinema fantástico e de horror, ancestralidade e territorialidades no cinema, processos criativos e muito mais.

Já o Território dos Saberes é o ambiente dedicado às artes e à cultura popular. Atrações das diversas: Maracatus, Bois, Ciranda, Coco, Bacamarte, Reisado, Cavalo Marinho. Mesas e debates sobre espaços de memória, povos indígenas e quilombolas. Do carnaval à festa junina, do boneco gigante às quadrilhas maturas. Mestras e mestres circulando pela feira, contando suas histórias e ensinando seu ofício.

Trazendo o sabor pernambucano, chega o Território Gastronômico – Passaporte Para a Cultura. Nele, qualquer visitante da Bienal conhecerá um pouco mais da gastronomia, seja com palestras, lançamentos de livros, debates e até aulas-show. Renomadas cozinheiras, chefs da nova gastronomia, pesquisadores e outros nomes marcaram presença no espaço.

Por fim, a Secult-PE cria o espaço Nordeste: Território Encantado – local multi linguagens, com mesas, debates e lançamento de livros sobre as diversas artes. Literatura, música, dança, artesanato, design e moda. Temas como: poesia, hip hop, rap, dança urbana, jogos digitais, composição musical, entrevista com mestres e mestras, que são patrimônios vivos de Pernambuco, além de encontros com museólogo e a ligação entre turismo e cultura. Também trará a experiência da Livroteca Brincantes do Pina, espaço transformado pelos livros. A presença da homenageada Cida Pedrosa debatendo sobre o legado de Paulo Freire.

As atividades da Bienal do Livro de Pernambuco acontecem no Centro de Convenções do Estado, durante 12 dias (1º a 12 de outubro) ininterruptas presenciais. Quem preferir acompanhar à distância, pode usar a plataforma digital e-Bienal (www.ebienal.com) pra não perder as principais atrações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.