Sepultado corpo de universitário itapetinense morto durante assalto em Recife

Repórter do Sertão

Foi sepultado na manhã deste sábado (13) em Itapetim, o corpo do universitário Pedro Henrique Gonçalves da Silva, de 24 anos, vítima de latrocínio (roubo seguido de morta) na tarde da última quinta (11), no Bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife. O caso teve repercussão nacional.


Uma multidão formada por familiares, amigos e populares acompanharam o cortejo até o cemitério e se despediram do jovem em clima de muita comoção.

O corpo chegou a Itapetim pouco depois das 20h desta sexta (12) onde foi velado na casa dos pais do estudante, localizada na Travessa Boa Vista, nº 87, Bairro São João. Pedro era filho do cabeleireiro Sansão, bastante conhecido na cidade.

Pedro foi morto com um tiro no pescoço na frente da irmã dele, de 20 anos. Eles foram vítimas de um assalto e Pedro tentou reagir e recebeu um tiro no pescoço disparado por um dos criminosos.

A irmã da vítima contou que eles saíram de casa para ir ao mercado. Quando dobraram a esquina, dois bandidos apareceram em uma moto.

Ela disse, ainda, que um ladrão pediu os celulares. A estudante entregou o aparelho, mas Pedro Henrique não entregou o telefone e tentou puxar a arma do assaltante. A irmã levantou os braços, em sinal de redenção. O bandido, então, atirou no estudante a poucos metros de distância. O universitário caiu na calçada.

Henrique e a irmã estavam há dois anos no Recife estudando educação física em uma universidade particular através do Programa Universidade para Todos (Prouni).

De acordo com a Polícia Civil, dois suspeitos do crime foram presos no bairro de San Martin, na Zona Oeste do Recife. A dupla foi localizada a partir da placa da moto, através das imagens das câmeras de segurança. Eles foram levados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na mesma região da cidade.

Nesta sexta, por meio de nota, a Polícia Civil informou que outro homem foi preso por envolvimento no crime. A corporação não informou qual a participação dele no assassinato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Rolar para o topo